Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Posse

Sylvie D’Apote é a nova Diretora Executiva de Gás Natural do IBP

04/05/2021 | 18h07
Sylvie D’Apote é a nova Diretora Executiva de Gás Natural do IBP
Divulgação Divulgação

No dia 03/05, Sylvie D’Apote assumiu a Diretoria Executiva de Gás Natural do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP) no lugar de Luiz Costamilan. A executiva terá como desafios fortalecer e ampliar o debate com lideranças governamentais e a sociedade com foco na abertura do mercado nacional de gás.

InstitucionalEconomista formada pela Universidade “La Sapienza”, na Itália, com mestrado em Tecnologia da Energia e do Meio Ambiente do Imperial College, na Inglaterra, Sylvie tem mais de 25 anos de experiência como consultora internacional na área de gás natural. Através dos seus contatos com todos os elos da cadeia do gás, tem acumulado profunda experiência sobre assuntos regulatórios, dinâmicas de mercado, contratos de gás/GNL, monetização de reservas, e convergência entre os setores de gás e eletricidade.

É sócia-fundadora da consultoria Prysma E&T, no Rio de Janeiro, que dirigiu até a semana passada. Anteriormente atuou como sócia-diretora da Gas Energy e como Diretora de Gás para o Cone Sul da IHS-CERA. Antes de se mudar para o Brasil, em 2003, ela liderou o Programa para a América Latina na Agência Internacional de Energia (International Energy Agency – IEA), em Paris (França) e foi consultora com a empresa WEFA Energy, em Londres, UK.

“Sigo o compromisso do IBP de manter discussões abertas e transparentes sobre mercado em todas as suas dimensões. Agora que a Lei do Gás foi aprovada, temos que abordar o tema da transição para um mercado mais aberto e diversificado, há muitos assuntos regulatórios a serem tratados e acredito que o IBP pode contribuir muito nesta discussão”, destaca Sylvie.

Segundo a executiva, é necessário também ter uma visão social e reforçar os compromissos com todos os elos da cadeia nacional gás. “Acredito que a abertura do mercado de gás trará muitos benefícios para o país, podendo gerar investimentos, empregos, renda e desenvolvimento regional”, ressaltou.

Publicidade

Abertura do mercado de gás

Luiz Costamilan deixa a diretoria executiva de gás natural após cinco anos. Esteve à frente de grandes conquistas para o setor, sendo a principal delas sua articulação e trabalho junto às autoridades, empresas e associações na discussão que culminou com a aprovação do projeto de lei que promove a abertura do mercado de gás natural, conhecida como PL do Gás (Lei 4.476/2020), aprovada pelo Congresso nacional em março deste ano.



Fonte: Redação TN Petróleo/Assessoria IBP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar