Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Refino

Com mais de 10 milhões de m³, Replan bate novo recorde anual de processamento de óleo do pré-sal

12/01/2021 | 17h40
Com mais de 10 milhões de m³, Replan bate novo recorde anual de processamento de óleo do pré-sal
Agência Petrobras Agência Petrobras

A Refinaria de Paulínia (Replan) terminou 2020 com o quinto recorde anual seguido de processamento de óleo do pré-sal, ao alcançar a marca total de 10.436.207 m³, volume 11,6% superior ao processado no ano anterior, que foi de 9.355.410 m³. O elevado grau de disponibilidade operacional da Replan e o aumento de produção das plataformas dos campos de pré-sal foram fatores determinantes para que a refinaria atingisse esse resultado.

InstitucionalAlém do recorde volumétrico de petróleo pré-sal, a Replan também registrou em 2020 o maior percentual desses óleos em relação à carga fresca processada, com 58,7%. Em 2019, esse índice havia sido de 49,4% na refinaria.

Outro recorde alcançado em 2020 foi em relação ao Diesel S-10, com os 3.419.587 m³ produzidos no ano, marca 31,5% superior ao volume de 2019 (2.599.802 m³). A Replan foi responsável por 18% de todo o Diesel S-10 produzido no país, atingindo também o melhor resultado anual de venda local, com 2.321.461 m³, superando em 8% os 2.134.095 m³ do ano anterior. Se considerarmos a produção total de diesel da Replan em 2020, incluindo o S-500, a refinaria alcançou 8.749.116 m³, o que representa 22% de todo o diesel no Brasil e o melhor resultado da unidade nos últimos quatro anos.

Entre os resultados do ano, destacam-se também a produção de derivados como o asfalto CAP 30/45, propeno, nafta pretroquímica, Óleo Combustível Exportação (OCEX) e Bunker com baixo teor de enxofre. A refinaria entregou o maior volume de asfalto CAP 30/45 dos últimos seis anos: 342.054 toneladas, enquanto o propeno, com 203.876 toneladas, alcançou o melhor resultado dos últimos sete anos, 8% maior do que a de 2019.

A nafta petroquímica alcançou marca história na Replan, com 555.904 toneladas no ano. Em relação à produção do OCEX, o resultado foi o melhor dos últimos 16 anos, com 346.250 toneladas. Já o Bunker, óleo combustível utilizado em motores de navios com teor de enxofre de 0,5% e que passou a ser produzido na Replan no primeiro semestre de 2019, teve 835.453 toneladas em 2020.

Institucional



Fonte: Redação TN Petróleo, Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar