acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energias renováveis

AES Tietê recebe a recertificação de Green Bonds em 2020

09/07/2020 | 14h27

A AES Tietê reafirmou a certificação de Green Bonds (debêntures verdes) em 2020 através de chancela da Climate Bonds Initiative (CBI), organização internacional que fomenta o mercado de títulos para investimentos em soluções sobre mudanças climáticas, tendo desempenho socioambiental avaliado pela SITAWI Finanças do Bem e verificação da VigeoEiris. Com isso, a companhia conquista pelo segundo ano consecutivo esta certificação.

As debêntures verdes são títulos de dívida cujos recursos são direcionados ao financiamento de projetos ligados à sustentabilidade, como projetos de infraestrutura de energia renovável, que trazem benefícios ao meio ambiente e contribuem para amenizar os efeitos das mudanças climáticas e utilização de recursos naturais, entre eles a redução de emissões.

Em 2019, a AES Tietê se tornou a primeira empresa brasileira a emitir green bonds de projeto solar no Brasil, que resultou na captação de R$ 820 milhões cujos recursos foram destinados à construção das usinas solares de Guaimbê e Ouroeste, sendo os primeiros grandes investimentos em energia solar no estado de São Paulo.

As boas práticas de governança e constante monitoramento dos indicadores GBP (Green Bond Principals), foram essenciais para esta recertificação. Estes indicadores evidenciam o cumprimento a normas de caráter trabalhista, ambiental, regulatório, financeiro e de boas condutas com a comunidade, assegurando que os recursos alocados estejam alinhados às especificações de elegibilidade dos GBP, assim como às boas práticas internacionais.

“Este pioneirismo aliado à gestão com práticas sustentáveis reforçam o compromisso da AES Tietê com parâmetros globais de governança corporativa e seu alinhamento às práticas ESG (Environmental, Social and Governance)” disse a Diretora Vice-Presidente e de Relações com Investidores, Clarissa Sadock.

O pioneirismo da companhia foi um marco no mercado brasileiro de finanças verdes ao fomentar ainda mais os investimentos para o desenvolvimento sustentável no país.

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar