acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Preços

Petróleo opera em baixa com volta de oferta da Líbia e tensões comerciais

11/07/2018 | 09h39

Os futuros de petróleo operam em baixa nesta manhã, com perdas mais acentuadas do Brent, após a Líbia indicar que irá ampliar sua oferta e em meio à retomada de tensões comerciais envolvendo os EUA e a China.

Às 7h57 (de Brasília), o barril do Brent para setembro caía 2,08% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 77,22, enquanto o do WTI para agosto recuava 0,58% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 73,68.

A Líbia anunciou hoje a retomada do controle de quatro portos na região leste que haviam suspendido exportações de petróleo desde que sofreram uma invasão por uma facção armada, no mês passado. "A produção e operações de exportação irão voltar para níveis normais nas próximas horas", informou a National Oil Corp. (NOC), petrolífera estatal líbia.

Para Bjornar Tonhaugen, vice-presidente para mercados de petróleo da consultoria Rystad Energy, o desdobramento na Líbia deve eventualmente trazer cerca de 700,000 barris por dia de volta ao mercado global.

A disputa comercial entre EUA e China também desestimula investimentos em ativos considerados mais arriscados, caso do petróleo. Ontem, Washington anunciou planos de tarifar em 10% mais U$ 200 bilhões em produtos chineses. Na última sexta-feira (06), os EUA já haviam imposto tarifas de 25% sobre US$ 34 bilhões em produtos chineses, levando Pequim a retaliar na mesma proporção.

O petróleo mostra fraco desempenho apesar de a associação de refinarias conhecida como American Petroleum Institute (API) ter estimado no fim da tarde de ontem que o volume de petróleo bruto estocado nos EUA teve expressiva queda de 6,8 milhões de barris na última semana.

Nesta manhã, às 11h30 (de Brasília), o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) publica o levantamento semanal oficial sobre estoques dos EUA, que inclui dados sobre produção.

Antes disso, às 8h50, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) divulga seu relatório mensal sobre o mercado da commodity.



Fonte: Dow Jones Newswires, 11/07/2018
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar